quarta-feira, 2 de junho de 2010

CONCLUÍDO COM ÊXITO O IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO DO TRABALHO


Demonstrou-se bastante satisfatório o resultado do IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO DO TRABALHO realizado em Natal entre os dias 24 e 26 de maio.
O Congresso, que é promovido pela AMATRA 21 – Associação dos Magistrados do Trabalho do RN, com apoio institucional do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região, já está inserido no calendário jurídico da cidade do Natal.
A abertura do Congresso se deu com uma palestra do Professor Agostinho Ramalho, que fez uma instigante alusão ao papel do Juiz na sociedade contemporânea. Outros palestrantes de renome nacional e internacional participaram dos três dias de palestras e debates. O previdenciarista Carlos Alberto Pereira de Castro destacou a importância dos reflexos da atuação da Justiça do Trabalho sobre os direitos previdenciários do trabalhador. Um dos pontos altos do evento foi a palestra do Professor Manuel Carlos Palomeque Lopez, Catedrático da Universidade de Salamanca, na Espanha, que fez questão de destacar a missão histórica do Direito do Trabalho voltada para a progressão social dos trabalhadores.
A parte científica foi bastante elogiada por todos os participantes, que destacaram o elevado nível dos palestrantes e a pertinência das temáticas abordadas. A programação permitiu aos congressistas travarem relevantes debates sobre o futuro do direito do trabalho e das relações sociais. A Comissão Científica do evento foi composta do presidente da AMATRA-21, Décio Teixeira de Carvalho, e dos juízes e professores Zéu Palmeira Sobrinho e Hamilton Vieira Sobrinho.
Outro ponto merecedor de aplauso do Congresso foi a apresentação de temas livres e pôsteres. Os  pôsteres foram apresentados oralmente pelos seus autores e foram objeto de comentários positivos entre os membros da Comissão Científica.
Finalmente, vale destacar que durante a abertura do evento houve o lançamento da versão impressa da Revista Complejus, que é editada pela AMATRA-21 com o apoio do GESTO-UFRN. A publicação foi recebida de forma muito positiva entre os Congressistas por trazer e divulgar textos considerados relevantes para a reflexão das ciências jurídicas e para a compreensão das relações sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário