sábado, 27 de julho de 2013

OIT PUBLICA CARTILHA EDUCATIVA DE COMBATE AO TRABALHO INFANTIL DOMÉSTICO

Que sociedade pode se dizer defensora dos direitos humanos, se ainda persiste resquícios das sórdidas formas de exploração do trabalho humano vivenciados no mais longo período de escravidão dos homens. 
O Trabalho infantil doméstico é uma face doentia da sociedade mundial que alberga em suas residências 105 milhões de crianças e adolescentes, sendo 3/4 composto de meninas, as quais estão submetidas a superjornadas e a abusos físico, sexual e emocional. O Brasil não destoa deste triste quadro e apresenta 258 mil crianças e adolescentes, pessoas com 18 anos incompletos, que continuam sendo explorados ilicitamente nos lares brasileiros. O que fazer? Vivenciar a prática do combate. Leia a cartilha mais recente da OIT - Organização Internacional do Trabalho sobre o assunto. 
GESTO UFRN NO COMBATE AO TRABALHO INFANTIL

Clique no link abaixo para acessar a cartilha.